Close
O que fazer em Heraklion na ilha de Creta

O que fazer em Heraklion na ilha de Creta

O que fazer em Heraklion na ilha de Creta

Roteiro completo 10 dias (parte 1)

Bem-vindo (a) a Heraklion na Grécia. Viagem feita entre os dias 10 e 20 de julho de 2016.

Grécia estava na minha lista há anos porque sou apaixonada pela história do país. Enfim, em julho de 2016 foi minha primeira visita ao país.

Eu viajei com meu namorado, então os preços de hospedagem e restaurante são para duas pessoas, mas sempre deixarei especificado no texto. Assim, aqui na parte 1 você verá as dicas de o que fazer em Heraklion na Ilha Creta, e na parte 2 em Chania.

No vídeo abaixo você terá uma melhor visualização da atmosfera de Creta 🙂

Não esqueça de fazer sua inscrição no canal do Youtube para ver as novas aventuras!

Todos os lugares visitados nessa viagem você pode ver no mapa abaixo e, com o símbolo à esquerda do mapa, é possível ver outros pontos que também são interessantes, mas que eu não visitei.

Informações gerais de Creta

Creta é a ilha mais meridional da Grécia e cheia de montanhas. Desse modo, a parte norte é a mais turística e a costa leste a menos explorada, onde também estão as montanhas para trilhas e escaladas.

Historicamente, essa ilha foi berço da civilização Minoana, a mais antiga da Europa e aproximadamente em 1500 a.C. houve uma erupção do vulcão em Santorini que provavelmente dizimou essa civilização. Contudo, no Palácio de Knossos você pode conferir ruínas de como eles viviam.

Por fim, Creta também é a terra da famosa criatura mitológica meio touro, meio homem, o Minotauro.

Infelizmente eu não achei julho o melhor mês para visitar porque é férias na Europa, então países como Grécia, Espanha, Croácia, Itália, França e Portugal estão cheios de turistas.

A minha dica é tentar ir em messes como maio, junho, setembro e outubro, os quais tem uma temperatura muito boa nas ilhas gregas e as passagens aéreas são mais barata porque é baixa temporada.

Hospedagem e aluguel de carro

Eu cheguei em Chania pelo aeroporto Heraklion Airport (HER) com a companhia Transavia desde o aeroporto de Eindhoven (EIN) nos Países Baixos. Juntamente, aluguei um carro pela companhia Caldera e o valor foi de €273,20 para 10 dias.

Além disso, eu achei necessário o uso de um GPS porque as placas de sinalização são inexistentes em alguns lugares. Assim, é possível alugar com a própria agência, mas eu levei um emprestado do meu sogro.

Se você optar por não alugar carro, existem ônibus que interligam as cidades, porém quero enfatizar que Creta é a maior ilha grega e para ir de leste a oeste da ilha são 8 horas de carro. Então, vale planejar certinho os lugares que você quer visitar e principalmente calcular bem o tempo de viagem.

Enfim, em Heraklion eu me hospedei em uma kitchenette do Airbnb e a localização era ótima, no centro da cidade, mas infelizmente ela não está mais disponível para reserva 🙁 Apesar disso, eu ainda quis mencionar porque era a opção mais econômica.

Museu Arqueológico e Museu de História Natural (dia 1)

Museu Arqueológico

foto-2
Entrada do museu

Pela manhã eu visitei o Museu Arqueológico de Heraklion e também já comprei a entrada para o Palácio de Knossos porque comprando ambos é mais barato. Além disso, é importante você saber que estudantes europeus tem desconto no ingresso da maioria dos museus e em algumas cavernas.

foto-6
Cerâmicas

Em suma, o Museu Arqueológico foi fundado no começo do século XX como a primeira casa de Coleção de Antiguidades de Creta. Contudo, nos anos 30 ele foi reconstruído e planejado pelo arquiteto P. Karantinos, conhecido como um exemplo inovador da arquitetura moderna.Por fim, em 2001 foi feita uma extensa restauração que só terminou em 2014.

Horário de visita: de 1 de abril até 31 de outubro – 8.00 às 20.00 / de 1 de novembro até 31 de março – 8.00 às 15.00.
foto-4
Deusas Serpentes

O almoço foi no restaurante do centro, Ligo Kraci e estava muito bom, mas era um local bem turístico e, consequentemente, com um preço mais salgado. Por fim, aqui provei bolinhos de queijo frito e o famoso queijo Feta no forno.

Bolinhos de queijo (cheese coquettes)
Queijo Feta no forno (Feta cheese from oven)

Museu de História Natural

Posteriormente, à tarde fui ao Museu de História Natural de Creta e o valor foi de €9,00 a entrada e para estudantes e pessoas de 4 a 18 anos €5,50.

Os horários de funcionamentos são de segunda a sexta-feira das 9:00 às 18:00 e fim de semana das 10:00 às 18:00.
foto-10
Museu de Hostória Natural

Decerto, a parte que eu mais gostei do museu foi visitar um simulador de terremoto. Eu nunca estive presente em nenhum fenômeno assim (e nem quero estar), mas foi muito interessante saber como seria passar por isso. Assim, o simulador é uma sala de aula e você pode sentir várias intensidades de um terremoto.

foto-11
Simulador de terremoto

Subida ao ponto mais alto de Creta, Ida Psiloritis (dia 2)

Eu acho que vou lembrar desse dia – 12/07/2016 – para sempre, o dia que subi ao monte Ida Psiloritis. A subida nós fizemos em 5h40min e a descida foi de 5h. Eu particularmente amo fazer trilha, mas esse tempo foi demais pra mim.

Previamente, em casa, eu pesquisei muito sobre como chegar ao pico, mas não achei muitas informações que me ajudassem no que eu realmente precisava. No fim, encontrei apenas um lugar falando desse caminho que eu fiz.

Assim, o carro ficou estacionado em frente ao restaurante Taverna Nida, que fica justamente na planície chamada Nida (colocar o próprio nome do restaurante na localização do GPS). Aproveite também para usar o banheiro, pois não haverá nenhuma outra oportunidade, apenas ao ar livre!

Antes de começar a subida visitamos uma caverna, chamada The Idaean Cave. A entrada é grátis e segundo a mitologia grega, foi aqui que Zeus nasceu.

foto-20
The Idaean Cave

Ida Psiloritis

O pico mais alto de Creta se chama Ida Psiloritis ou também você pode encontrar pelo nome de Timios Stravos e fica a 2.456 metros do nível do mar.

Enfim, as 11:00 comecei a caminhada/subida/sofrimento e esse horário foi um erro, com certeza deveria começar antes.

foto-24
O caminho

Para seguir a trilha, existem sinais nas pedras, que são duas bolinhas vermelhas na horizontal e para a volta existem setas amarelas no lado oposto dessas mesmas pedras.

Sinais nas edras indicando o caminho

Como eu disse anteriormente, a subida durou 5h 40min e eu cheguei no topo acabada porque a subida é montanhosa. Entretanto, a vista e a satisfação de chegara até lá valeu a pena! 🙂

foto-28
Enfim…

A descida tardou 5 horas e cheguei 22:00 no carro, e ainda tinha que pegar a estrada e voltar para Heraklion. No dia seguinte, um guia nos contou que havia outro caminho mais curto de 2 horas de subida e 2 horas de descida (imagina minha cara quando escutei isso).

Por isso, no mapa que eu fiz (clique aqui) vou deixar a opção dos dois caminhos e no mapa do início do post eles também destacados.

É importante fazer esse caminho com sapato próprio de trilha e passar muito protetor solar. Não esqueça também de levar água e comida, porque não há lugar para comprar nada.

Caverna Sfentoni, Caverna Melidone e Praia Bali (dia 3)

Caverna Sfentoni

O dia começou com a visita à caverna Sfentoni Cave Zoniana, localizada a 43 Km de Heraklion. O tour é feito com guia nos idiomas grego e inglês e a entrada custa €5,00, não há desconto para estudantes europeus.

31
Grupo entrando na caverna

Resumidamente, a caverna tem aproximadamente 3500 m², é uma das mais importantes na Grécia e protegida pela UNESCO. A parte visitada é de apenas 2/3 do espaço porque a formação mineral da parede é muito delicada e é proibido tocá-la.

33
Atenção: é proibido flash da câmera!

Por fim, a temperatura interna da caverna é outro fator de extrema importância para a sua conservação, por isso há um limite de pessoas que podem entrar na caverna de uma só vez.

Caverna Melidone

A segunda caverna do dia foi a Melidone Cave “The Gerontospilios” e ela fica aproximadamente 40 km da caverna anterior. A entrada custa €4,00 e para estudantes europeus €3,00, não há guia.

foto-36
Melidone Cave

Sucintamente, os primeiros registros históricos da vila de Melidoni são do final do século XIV, mas apenas em meados do século XVI em diante ela desenvolveu-se como um importante centro provincial.

O valor histórico da caverna de Melidone Cave é de 1834, quando 370 civis e 30 soldados morreram como mártires porque os turcos prenderam esses refugiados na caverna, bloquearam sua entrada, acenderam fogo e canalizaram a fumaça para o interior, sufocando todos que estavam dentro. Por isso, na sala central da caverna há um túmulo gigante, onde estão os ossos dos mortos.

foto-37
Sala principal

Praia Bali

No final, fomos para uma praia chamada Bali que é uma região portuária de Creta com lindas praias que lembram Bali na Indonésia. Se é verdade eu já não sei, pois nunca estive na Indonésia… Como chegamos no final da tarde, as praias já não estavam lotadas de turistas.

foto-41
Praia Bali

O jantar foi no restaurante Notio Selas que ficava no centro e atualizando o blog (02/07/2020), descobri que ele fechou 🙁 O pedido foi mix grill, uma salada grega e cerveja Alfa. O lugar era super fofo e a comida deliciosa! Tudo que está na foto abaixo foi mais que suficiente para 2 pessoas.

42
Restaurante Notio Selas
43
Mix grill e salada grega

Palácio de Knossos, Caverna Psychro e Ilha Spinalonga (dia 4)

Palácio de Knossos

O primeiro passeio do dia foi o Palácio de Knossos que fica aproximadamente 7 km do centro de Heraklion. O estacionamento do local é grátis e, como já disse anteriormente, nós compramos o ingresso no dia 1 juntamente com o Museu Arqueológico, assim não pegamos fila.

foto-50
Representação da parte interna

Resumidamente Knossos surgiu a cerca de 2.000 a.C. e foi o centro da Civilização Minoica e é atualmente o maior sitio arqueológico da Idade do Bronze da Ilha de Creta.

foto-47
Representação da parte externa

O Palácio foi o principal local de interesses em Knossos e segundo sua tradição era a moradia do Rei Minos. O local está ligado a lendas gregas como o Labirinto, o Minotauro e a história de Daidalos e Ikaros.

foto-48
Paredes originais

A primeira escavação é de 1878, feita por Minos Kalokerinos de Heraklion e seus companheiros, mas apenas as escavações do inglês Sir Arthur Evans entre 1900-1913 e 1922-1930 que permitiram a descoberta do Palácio.

Caverna Psychro

A segunda parada foi a 60 Km do Palácio, no Planalto de Lasíti, uma região agrícola de Creta e famosa pelas suas aldeias tradicionais. Os seus moinhos de ventos eram usados como bombas para elevação da água usada na irrigação, mas atualmente muitos deles foram abandonados devido a opção de bombas diesel e elétrica.

Planalto de Lasíti

Essa zona também é conhecida pela presença de cavernas e a mais famosa é a Psychro Cave Diktaian Antron, muito importante para a mitologia grega. Porém, antes de chegar na caverna eu fiz uma parada no mirante do Museu Homo Sapiens, apenas para admirar a vista. O museu em si eu não o visitei, mas ali está um fóssil petrificado de uma árvore de 180 milhões de anos.

Caverna Psychro

Ilha Spinalonga

A última parada do dia foi a aproximadamente 55 Km da caverna de Psychro e o objetivo era visitar a ilha Spinalonga, mas infelizmente quando chegamos lá o último barco já havia partido. Então, aproveitei para relaxar na vila de Plaka, tomando uma cerveja com vista para Spinalonga.

foto-57
Ilha Spinalonga

Indelicadamente, essa ilha pode ser chamada também Leper, porque leprosos de Creta e de outras partes da Grécia foram deixados ali até 1957.

O barco desde a vila de Plaka custa 8€ e é possível também sair por outras vilas, porém Plaka é o mais barato e o mais rápido. Durante o inverno não há travessias.
foto-58

Dica Extra

Eu quero deixar aqui uma super dica do Frappe que é vendido por €1,50 em qualquer padaria e cafés de Creta e para quem gosta de uma cervejinha, prove a Mythos 🙂

foto-8
Frappe
foto-9
Cerveja grega Mythos

Continua na Parte 2….

Se você tem alguma dúvida ou conhece essa e outras ilhas gregas por favor deixe nos comentários! Qualquer outra dica é muito bem-vinda! Marque #depira na suas fotos do Instagram para que eu possa vê-las 🙂

Eu vejo você na próxima aventura!
Natalia

6 thoughts on “O que fazer em Heraklion na ilha de Creta

  1. Amei amei ameeeeiiiiiiiii ❤️❤️❤️❤️❤️
    Arrasou no primeiro vídeo vaquinha!
    Deu uma vontade enooorme de conhecer!

    Ps: quando eu crescer eu quero ser igual o Zeus e ter um monte de cavernas 😂😂😂😂
    Chupa mundo by Zeus 🤓

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.