Close

Bastogne e La Roche-en-Ardenne

Dicas de Bastogne e La Roche-en-Ardenne na Bélgica

Bem-vindo (a) à Bastogne e La Roche-en-Ardenne na Bélgica. Viagem feita do dia 20/04 a 27/04/2018.

Você conhece a Batalha de Bulge? Gosta de visita a castelos?

Então venha descobrir e ver as dicas do que fazer em Bastogne e La Roche-en-Ardenne. Além disso, venha conhecer a Brasserie d’Achouffe, a fabricante da minha cerveja favorita!

Informações Gerais

País: Bélgica; Meio de transporte: carro emprestado; Moeda local: euro (€); Idioma: francês*

*Lembrando que a Bélgica têm três idiomas oficiais: francês, holandês e alemão

Essa foi uma viagem de família para descanso, mas como tinha carro dos parente, eu a aproveitei para conhecer alguns lugares interessantes da região de Ardenne* na Bélgica. Assim, vou contar para você fatos históricos importantíssimos que aconteceram na cidade de Bastogne e um pouco de história medieval de um castelo fofo de La Roche-en-Ardenne.

* Ardenne não é uma província da Bélgica, mas sim uma região de natureza com florestas, vales e cachoeiras. A maior área é belga e ela se estende também aos países vizinhos.

Bastogne

O meu objetivo em Bastogne era ir ao Bastonge War Museum, mas eu aproveitei para caminhar um pouco pela cidade. Ao chegar fui no ponto de informação turística pegar um mapa e ter mais informações. Após isso conheci o centro que é bem pequeno e por último fui ver a entrada do 101st Airborne Museum, que é um museu dedicado a Batalha de Bulge e aos soldados norte-americanos da II Guerra Mundial.

101st Airborne Museum, entreda €8,00

O 101st Airborne Division foi a divisão de infantaria especializada dos EUA treinada para operações de ataque aéreo. Eu vou falar um pouco mais deles no próximo tópico porque escolhi não visitá-lo. No entanto, esse museu deve ser muito interessante, mas por falta de tempo escolhi o Bastogne War Museum.

Bastogne War Museum

Sem sombra de dúvidas o Bastogne War Museum foi o melhor museu de guerra que eu visitei até hoje. A sua entrada custa €14,00, mas vale cada centavo e eu vou explicar o porquê. Porem, primeiramente quero informar que se você não fala inglês, francês, alemão ou holandês não vale a pena a visita porque as explicações são apenas nesses idiomas. Ao entrar, você recebe um audioguia e quem vai falar com você são os 4 personagens desse museu e isso fez a visita ficar dinâmica e mais interessante.

Entrada do museu Os 4 personagens do audioguia

O museu também tem cenários cinematográficos que te faz sentir em alguns momentos daquela época e apesar de eu ter passado 3 horas e meia na visita, não me senti cansada ou entediada.

Outra informação importante é que o Bastogne War Museum fica fora do centro da cidade e o estacionamento é grátis. A área externa tem uma linda estátua do beijo que simbolizou o fim da Segunda Guerra Mundial e também um grande memorial.

Estátua do beijo Memorial Mardasson

Brevíssimo contexto histórico

Por fim e muito brevemente eu vou explicar porque a região de Bastogne foi importantíssima e definitiva na II Guerra Mundial. Em dezembro de 1945, Bastogne foi totalmente cercada pelo exército alemão e uma forte nevasca inutilizou algumas áreas de Ardenne, complicando todo o cenário já caótico de guerra .

O objetivo dos nazistas era chegar em Antuérpia para cercar os aliados que estavam na Holanda. Porém, primeiramente era preciso dominar Bastogne, já que por ali passavam importantes vias de transporte entre a floresta de Ardenne. A ajuda dos soldados norte-americanos foi fundamental e a 101st Airbone Divisiondivisão americana de pára-quedistas, foi encaminhada para Bastogne, pois eles estavam em descanso na cidade francesa de Reims.

Todo esse episódio foi conhecido como a Batalha de Bulge e depois da melhora das condições climáticas, a aviação dos aliados conseguiu  abastecer Bastogne. No fim de janeiro de 1945 as tropas alemãs foram desfazendo o cerco na cidade com um triste saldo de quase 15 mil americanos mortos e 2,5 mil civis belgas.

Essa foi uma importante vitória dos aliados para o fim da II Guerra porque Hitler mobilizou tantos soldados para essa operação que acabou sendo, além de derrotado, enfraquecido em outros importantíssimos territórios.

Quer saber mais sobre esse episódio histórico? Assista a minissérie “Band of Brothers“, de Steven Spielberg e Tom Hanks, com dois episódios sobre a batalha do Bulge.

Visitando as trincheiras de Foy

A poucos quilômetros do museu, perto da cidade de Foy, é possível ver as trincheiras feitas pelos soldados norte-americanos em janeiro de 1945 para atacar essa cidade que estava tomada pelos alemães. Esse ataque está no sétimo episódio de “Band of Brothers” e você pode ver a localização mais exata no mapa do começo do post.

Quando já sai das trincheiras e passei com o carro pela cidade de Foy, vi também a igreja a qual os alemães estavam escondidos quando os aliados atacaram a cidade. É também possível vê-la na minissérie! Por último, quero lembrar que essa região neva e se você planeja ver as trincheiras não o faça no inverno.

Igreja de Foy que aparece no “Band of Brothers”

La Roche-en-Ardenne

La Roche-en-Ardenne é uma das cidades mais fofa que eu já visitei e muito popular no verão por suas belas trilhas. Ela fica a 30 minutos de carro de Bastogne e é possível conhecê-la em meio dia porque é bem pequena. A grande atração da cidade é o Le Château, um castelo da época medieval. Infelizmente, durante a Batalha de Bulge, em 1944-45, o vilarejo foi quase completamente destruído.

La Roche-en-Ardenne, no vale Ourthe

Para ter a vista panorâmica da foto acima é preciso subir ao Belvédère, mas primeiramente passar pela linda Capela Ste Marguerite que dizem ser do ano de 1600. Todas esses pontos turísticos você pode ver no mapa do post. Por fim, no centro de informação turística, que fica na Place du Marché 15, você pode pegar uma mapa grátis.

Capela Ste Marguerite

Le Château de La Roche

Le Château de La Roche é provavelmente um castelo do século IX e está em ruínas. Contudo, com recentes escavações descobriu-se salas e artefatos do século XV. Por ser construído em cima de um rochedo, proporciona ao visitante uma linda vista da cidade e do vale Ourthe. As visitas são mais populares no verão porque há feiras e muitas atividades para as crianças.

Os preços para as visitas são de €5,50 para adultos e €3,50 para crianças. O castelo é fechado em dias de neve ou muito frio, 25/12, 01/01 e durante o Carnaval.

Brasserie d’Achouffe

Um passeio muito legal que eu fiz na região foi conhecer a Brasserie d’Achouffe, que fica na rua Achouffe 32 – 6666 Wibrin. É um passeio bem tranquilo e essa fábrica faz uma das minhas preferidas cerveja: a La Chouffe! Na degustação você pode provar 3 tipos de cerveja e ainda ganhar um copo fofíssimo.

Dica preciosa: a pessoa que chega primeiro escolhe o idioma do tour! Então, eu fui pela manhã porque estava hospedada perto. Comprei a entrada (€9,00) e escolhi inglês. Como são em duas línguas, deixei para a próxima pessoa fazê-lo. Por fim, retornei as 14:00 para o passeio.
Tour na produção Degustação, a terceira cerveja veio depois

Se você tem alguma dúvida ou já visitou esses lugares, por favor deixe nos comentários. Marque #depira na suas fotos do Instagram para que eu possa vê-las 🙂

Eu vejo você na próxima aventura!
Natalia

2 thoughts on “Bastogne e La Roche-en-Ardenne

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.