Vale Wachau

Dicas do Vale Wachau na Áustria

Bem-vindo (a) ao Vale Wachau na Áustria. Viagem feita do dia 01 a 02/06/2018, passando primeiramente por Eslováquia e Viena.

Você já ouviu sobre o Vale Wachau na Áustria? Eu confesso que não sabia muitas coisas sobre esse lugar, mas quando surgiu a oportunidade de conhecer Viena, minha amiga propôs esse passeio. Assim descobri uma linda região com vinhos maravilhosos e a parte histórica que me fascina: a Idade Média. Então te convido a explorar essa região!

Informações Gerais da Viagem

País: Áustria; Meio de transporte: carro; Moeda local: euro (€); Idioma: alemão (mas não tive problemas porque muitos falam inglês); Hospedagem: Airbnb

Apesar de não ter dificuldades com pessoas que falam inglês, infelizmente algumas informações turísticas pelas cidades estavam apenas em alemão. O que eu acho uma pena porque sou muito interessada nos detalhes históricos.

Foi tudo tranquilo com a  hospedagem do Airbnb, o local estava bem limpo e tinha uma vista linda. O host não falava muito inglês, mas isso não atrapalhou em nada. Por fim, as informações sobre o carro que alugamos está no post de Bratislava.

O que fazer no Vale Wachau?

O Vale Wachau é uma região montanhosa austríaca por onde passa o Rio Danúbio. Ela é conhecida pela boa preservação de castelos e mosteiros e pela cultura do vinho, além de ser reconhecida como Patrimônio Mundial pela Unesco. A primeira cidade desse vale é Krems, que fica a 76 km de Viena e foi por onde começamos nosso passeio. A última cidade é Melk, mas eu ainda tenho uma dica extra porque fomos além do Vale Wachau.

Assim, eu convido você para conhecer essas fofas cidades! Contudo, quero lembrar que eu visitei esse lugar durante a primavera, já que os melhores meses são de abril a outubro.

Krems

O portão da Cidade Velha de Krems

Como eu disse anteriormente, Krems foi a nossa primeira parada e ela tem mais de 1000 anos! Aproveitamos aqui para tomar um bom café e caminhar pelo centro histórico.

Assim, pelo caminho vimos o Museu de Krems, que optamos para não fazer, e uma Igreja Dom der Wachau que era muito bonita externa e internamente.

Maquete da Dom der Wachau Rua histórica Obere Landstraße

Dürnstein

Dürnstein é uma cidade que lembra muito a época medieval, pois suas casas são encaixadas nas montanhas e as ruas são estreitas e de pedras. Aqui nos visitamos o mosteiro dos Cânones Agostinianos (€3,50) que tem uma linda torre barroca azul e branca e uma linda vista do rio Danúbio.

Rua do centro histórico O mosteiro em seu interior

Spitz

O primeiro documento encontrado de Spitz é de 865, ou seja, uma cidade com muito potencial histórico. Suas montanhas são conhecidas por sua produção de vinho, são 56 000 litros por ano.

Além disso, no centro histórico há a Igreja Mauritius do século XV que é muito linda e me fez sentir novamente nos tempos medievais. Aqui também aproveitamos para descansar e provar o vinho da região.

Igreja Mauritius Uvas nas montanhas

Entre as cidades de Sptiz e Melk há o Castelo Aggstein que é bem famoso na região. Nós escolhemos não ir, mas fica a dica se você tem interesse.

Melk

O edifício que se vê ao entrar em Melk é o Mosteiro Beneditino que fica no alto de uma rocha. Esse local tem um lindo salão de mármore, a igreja do mosteiro, a livraria com 85000 volumes e 1200 manuscritos e as fabulosas varandas com vista panorâmica. Em suma, o edifício foi construído com a finalidade de ser um castelo, mas em 1089 ele foi dado aos monges beneditinos, que são da ordem religiosa católica mais antiga.

Vista do mosteiro pela entrada da cidade

Uma de minhas amigas fez essa visita e gostou muito. Eu escolhi ir com a outra amiga para conhecer a cidade e tomar um café porque estava cansada e acho que não conseguiria aprender muita coisa naquele momento. A entrada custou €11,00 e mesmo que você não faça a visita, é possível ver um pouco da área externa grátis.

Entrada do mosteiro Centro histórico de Melk

Onde comer no Valle Wachau?

Aqui a dica vai ser um pouco diferente porque durante o dia passei por todas essas cidades e comi coisas aleatórias, como por exemplo coisas do mercado, cafés com um doce de padaria e também vinho local. Então a minha dica será do jantar do final do dia 01/06, já que, antes de ir para o quarto do Airbnb, paramos nesse delicioso restaurante.

Restaurante Wirtshaus zur Schießhalle

Wirtshaus zur Schießhalle fica na rua Waldeggstraße 116 na cidade de Linz e tem uma área externa que é a coisa mais linda! A construção tem 130 anos e a comida deliciosa. Primeiramente veio nos atender uma mulher que só falava alemão, mas depois ela chamou um homem que nos explicou os pratos em inglês e nos deu a sugestão de provar carnes com batatas e dumplings. Estava tudo uma delicia, porém eu não lembro o valor individual das coisas e a conta para 3 pessoas foi €35,00.

Vinho austríaco e prato para 3 pessoas

Linz

Linz não faz parte das cidades do Valle Wachau, mas antes de pegar o avião nós fomos conhecê-la porque era muito perto da hoapedagem. Assim, o plano foi caminhar pelo centro histórico e entrar em alguma igreja que estivesse aberta. Por último, comemos a famosa Linzer Torte na pastelaria Jindrak.

Pastelaria Jindrak Linzer Torte

O valor da Linzer Torte é de €2.40 por fatia e estava deliciosa, muito melhor que a torta Sacher de Viena. A massa é feita com amêndoas e o recheio com uma geleia de frutas. A receita é de 1696, considerada a torta mais antiga do mundo! Porém, a origem do seu nome não é conhecida e continua sendo um mistério.

Se você tem alguma dúvida ou já visitou esse lugar, por favor deixe nos comentários. Marque #depira na suas fotos do Instagram para que eu possa vê-las 🙂

Eu vejo você na próxima aventura!
Natalia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.