Florença

Minhas melhores dicas de Florença

Ponte Vecchio, de 1345 e um dos símbolos de Florença.
É ocupada por joalheiros e ourives desde o século XVI

A minha primeira vez na Itália foi em julho de 2013, uma viagem muito divertida com minha amiga Suelen e em outubro de 2016 tive mais uma oportunidade de visitar novamente o país.

Nessa segunda vez em Florença gostei de relembrar alguns lugares, verificar algumas curiosidades e tentar provar uma comida diferente. Vem comigo conferir!

Um pouco da história de Florença

É quase impossível ir à Itália e não se lembrar das aulas de história, do Império Romano, do Renascimento, etc. E se você, assim como eu, adora esse assunto, com certeza será um prato cheio visitar esse país. Florença é a capital da Toscana,já foi o centro do mundo no século XV e ainda foi o berço do Renascimento. É muita riqueza cultural para uma só região.

Assim, entre 1500 e 1600 nasceu o Renascimento que foi o movimento que influenciou toda a Europa e foi caracterizado pelo humanismo nas arte e pelo desenvolvimento da burguesia na economia, com uma visão científica, crítica e filosófica do mundo. Os gênios daquela época foram financiados pela família Médici, nomes como Dante, da Vinci, Michelangelo, Donatello, Botticelli, Maquiavel, Brunelleschi. Desse modo, a cidade floresceu com investimentos em artes plásticas, arquitetura, pontes, palácios e igrejas.

Piazzale Michelangelo, meu lugar favorito

Eu visitei a Piazzale Michelangelo a primeira vez que estive em Florença e retornei na segunda vez. A vista da cidade é linda e ao entardecer ela fica cheia de gente para o pôr-do-sol.

Vista desde Piazzale Michelangelo Foto de 2013 com o pôr-do-sol

David de Michelangelo

Com certeza a estátua que mais me lembra os livros de história é o David de Michelangelo. Entretanto você pode visitá-lo de 2 maneiras, a primeira é ir na Galleria della Accademiaestátua, onde está a original. A entrada custa €8, 00 e está aberto de terça à domingo das 8:15 até às 18:50, mas você pode comprar o ticket até às 18:20. Além disso, cuidado se você tem pouco tempo em Florença porque esse lugar está quase sempre com muita fila.

Galleria della Academia – detalhe da fila

A segunda maneira de ver o David é visitando a sua réplica na Piazza della Signoria, exatamente no lugar onde estava a original até 1873. Outras estátuas originais belíssimas estão nessa praça, que é praticamento um museu a céu aberto. Entre elas O Perseu de Cellini, segurando a cabeça da Medusa, uma escultura de bronze de 1554; Netuno de Bartolomeo Ammannati, que representa as vitórias navais da toscana; a estátua de Hércules e Caco esculpida por Baccio Bandinelli, que retrata um dos episódios dos “Doze Trabalhos de Hércules” quando ele vence a maldade de Caco.

David, a réplica O Perseu*
Netuno Hércules e Caco, ao lado de David**

*Atras da estátua de O Perseu se localiza um edifício aberto com uma série de belas estátuas de imperadores romanos
** O  edifício atrás das estátuas de David e Hércules e Caco é o Palácio Vecchio, onde funciona a prefeitura de Florença.

Curiosidades de Florença

O dia 4 de novembro é uma data de uma lembrança triste para os cidadãos de Florença. Em 1966 houve uma grande enchente provocada pelas chuvas que não paravam há uma semana e o transbordamento do Rio Arno. Desa forma, a cidade ficou coberta de água e lama, pontes submersas, sem linhas telefônicas e elétricas. Além disso, aconteceram saques e epidemias se espalharam entre os moradores. Infelizmente cerca de 1500 obras de artes foram perdidas ou danificadas.

Hoje em algumas ruas de Florença é possível ver em diferentes áreas da cidade placas de mármore indicando a altura que o rio subiu. Na placa está:“il 4 novembre di 1966 l’acqua dell’arno arrivó qui”, ou seja, no dia 4 de novembro de 1966 a água do rio Arno chegou até aqui. Nessa página você pode ver fotos dessa triste tragédia.

Placa de Mármore (clique na foto)

Outra curiosidade está na Cattedrale di Santa Maria del Fiori, na piazza del Duomo. Em 1601 um raio atingiu a lanterna na parte superior da cúpula da Cattedralle. Sobre essa lanterna estava uma grande esfera de bronze e esse raio a derrubou. No local onde essa esfera caiu (mais ou menos atrás da entrada principal) há um disco de mármore no chão para marcar e lembrar o acontecimento. Por fim, a antiga esfera foi substituída dois anos depois do acontecimento.

Esse local é cartão postal de Florença e sempre está cheia de turistas e guias com grupos. Se você for visitar a Cattedrale saiba que é proibido entrar de saia, bermuda ou roupa decotada.

Cafés bons e baratos

O primeiro café que eu tenho pra indicar é o Red Firenze , que na verdade é uma livraria. Ele fica na Piazza della Repubblica, 26/27/28/29. O preço do café expresso foi €1,00 e também tinha a opção americano, cappuccino, entre outros. 

Livraria RED Café bom e barato

O segundo lugar é a Caffetteria delle Oblate, que fica na rua Via dell’ Oriuolo, 26. O melhor era a vista desse lugar, para a Cattedrale di Santa Maria del Fiori. O expresso custa €1,10 e o cappuccino €1,20.

Caffetteria delle Oblate, dentro do edifício é só seguir
as placas “Caffetteria
Tem uma vista linda

O dia que não gostei da culinária italiana

Quando visito um país apenas como comida típica daquele país, então se eu estava na Itália a lógica é comer apenas comida italiana. Seguindo a sequência e pensando em Itália, a barriga começa a pedir comidas como pizza, pasta, gelato… Contudo, vi que em Florença existe um prato típico chamado Trippa alla Fiorentina, que é o estômago da vaca. Assim, eu muito inocente busquei um restaurante que fazia esse prato e fui jantar lá.

Não deu, infelizmente consegui dar duas garfadas e depois não desceu mais. Bom, valeu a experiência. Aliás, li em alguns lugares que lembra a nossa “dobradinha”, mas que na culinária florentina cozinha-se com molho de tomate e temperos da Toscana. Outra opção para comer a Trippa é no sanduíche. Assim, vou deixar aqui a página de um blog, onde a pessoa escreve os lugares que você pode encontrá-lo.

Entrada do restaurante Trippa alla Fiorentina

Hospedagem em Florença

Eu usei o Airbnb mais vez em minhas viagens. Então deixo aqui a página do lugar para você verificar disponibilidade e preço. Era um quarto simples com banho compartilhado super perto do centro. Eu gostei muito e a host era uma mulher muito simpática.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão dessa cidade por favor deixe nos comentários porque qualquer dica é muito bem-vinda! Marque #depira na suas fotos do Instagram para que eu possa vê-las 🙂

Eu vejo você na próxima aventura!
Natalia

8 responses to “Florença”

  1. Suelen Cristina Girotto disse:

    Florença é demaaaais!!! Voltaria pra lá fácil! Ficou muito bom teu texto e as dicas são ótimas! Saudades dessa trip pra Europa amiga 🙂

  2. Ainda não conheço a Itália, e depois desse posto fico ainda mais animada p conhecer.
    Não sabia de tantas curiosidades sobre Florença!
    Adorei as dicas do café, e adorei que vc provou a tripa de vaca, kkkkkkkkkkk.
    Amei!

  3. Vitoria Aquino disse:

    Oi Naty!
    Adorei a cara nova do site, nao tinha conferido ainda.
    E realmente Firenze eh um lugar que merece mais de uma visita. Ja deu vontade de voltar!

  4. galia disse:

    Genial descripción de nuevo Natalia!! Con todas estas pistas tengo muchísimas ganas de volver a Florencia. Me encanta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.