Estrasburgo

Estrasburgo, dicas da maior cidade da Alsácia na França

Bem-vindo a Estrasburgo! Viagem feita do dia 03 a 06/08/2017.

Nas aula de história você provavelmente já ouviu falar da região da Alsácia na França, verdade? E ainda talvez lembre da briga entre Alemanha e França nessa região! Não? Bom, sem problemas porque aqui vou te contar sobre isso e te mostrar a bela cidade de Estrasburgo, o Parlamento Europeu e ainda te dar uma ótima dica de onde comer uma comida típica dessa região!

No vídeo abaixo você terá uma melhor visualização da atmosfera de Estrasburgo 🙂

Não esqueça de fazer sua inscrição no canal do Youtube para ver as novas aventuras!

Informações gerais da viagem

Como eu disse no post de Luxemburgo e de Colmar, eu fui para Estrasburgo para visitar um amigo ― uma ótima maneira de economizar em viagens: ter amigos espalhados pelo mundo que lhe oferecem hospedagem! Fui com meu namorado dos Países Baixos até lá com um carro emprestado da minha sogra e, para andar pela cidade, foi sempre à pé ou com a bicicleta que alugamos na VÉLHOP. Obs.: Durante esses dias deixamos o carro estacionado numa parte da cidade onde é grátis, só ver no mapa abaixo 🙂

Bicicletas alugadas da VÉLHOP
País: França; Meio de transporte: carro emprestado/bicicleta; Moeda local: euro; Idioma: francês e dialeto local; Hospedagem: casa do amigo
Todos os pontos visitados nessa viagem você pode ver no mapa acima! É possível com o símbolo à esquerda do mapa ver com detalhes os pontos que eu visitei!

História de Estrasburgo

Estrasburgo foi oficialmente fundada pelos romanos no ano 12 a.C., mas antes disso já existia ali uma vila chama Argentorate. Graças ao rio Reno e a fronteira com os germânicos , a cidade foi uma ótima localização estratégica para os romanos, que permaneceram ali por 5 séculos.

Muito da época romana, como muros, lápides, cerâmicas e esculturas são possíveis ver no Museu Arqueológico de Estrasburgo. Eu não tive tempo para visitá-lo, mas a entrada custa €6,50 para adultos e €3,50 para estudantes. Outra opção é comprar o Strasbourg Pass para ter acesso a outros museus e atrações da cidade!

Em 496 d.C. foi a tribo germânica do ocidente, o Reino dos Francos, que dominou a vila e a chamou de Strateburgum, que significa “o burgo da rota”. O nome se deve a importância geográfica do local, cruzamento das rotas comerciais.

No século XII, a vila se expandiu e demandouum melhor sistema de defesa, as chamadas pontes cobertas e as 80 torres sobre a ilha (onde está o centro histórico)! Hoje é possível ver as pontes cobertas e apenas 3 torres sobreviventes, mas infelizmente eu não tirei foto!

Um monumento impactante dacidade (esse sim eu tirei foto, mas a melhor imagem dela está no vídeo!) é a Catedral de Notre Dame de Estrasburgo! Sinceramente uma das mais bonitas que eu já vi!

Catredral de Notre Dame de Estrasburgo

Com 142 metros de altura, 51 metros de largura e 111 metros de profundidade, a Catedral de Notre Dame de Estrasburgo teve sua primeira pedra colocada em 1015, mas a fachada que se vê hoje começou a ser feita em 1277 e foi concluída em 1439.

Fique ligado se você estiver no primeiro domingo do mês em Estrasburgo, pois para subir na torre é grátis! Caso contrário são €5,00 para adultos e €3,50 para crianças. Até o topo são 332 degraus! Sempre fique atento aos horários porque mudam durante primavera/verão e outono/inverno!

Se você já leu meu post de Colmar sabe sobre as disputas na região da Alsácia.não leu? Então vou resumi-las: Estrasburgo pertencia a Alemanha durante a Idade Média, mas foi tomada pela França com o Tratado de Ryswick em 1697. Depois veio a Guerra Franco-Prussiana em 1870 e ela voltou para os alemães. Só na Primeira Guerra Mundial que a França conseguiu a cidade de volta pelo Tratado de Versailles. Uns anos mais tarde durante a Segunda Guerra Mundial, os nazistas ocuparam aquela região. E finalmente Estrasburgo pertence a França desde a desocupação das tropas alemãs em 1945.

Para terminar e por um ponto final nesse clima de disputa, a cidade de Estrasburgo representa a reconciliação da Europa e é sede oficial do Parlamento Europeu.

Para visitar o Parlamento Europeu em Estrasburgo é grátis, mas é preciso fazer uma reserva com até 24 horas de antecedência!
Parlamento Europeu em Estrasburgo

O que fazer em Estrasburgo

Se você quer comprar o Strasbourg Pass ou quer saber mais de todas as atrações que tem pela cidade, eu recomendo passar no Ponto de Informação Turística, que fica na 17 place de la Cathédrale! Onde é possível também comprar o mapa da cidade por €1,50!

Free walking tour

Guia do “La Petite France tour” Guia do “Original tour”

Que Top! Em Estrasburgo tem o Free walking tour 🙂 Se você ainda não sabe como ele funciona, eu expliquei lá no post de Cracóvia! Em Estrasburgo ele é feito pela empresa Happy Strasbourg nos idiomas francês e inglês! Como você pode ver nas fotos acima eu fiz o “La Petite France tour” e o “Original tour”, ambos em inglês e gostei demais! Vale muito a pena e tenho certeza que agora sei algumas curiosidades da cidade que eu não saberia em um tour convencional, aqueles que você para antecipadamente! Abaixo eu vou colocar algumas fotos dessas curiosidades!

Maior nível do Rio III

O centro de Estrasburgo é rodado por canais do chamado Rio III, que é afluente do Rio Reno! Especificamente em 1990 o rio subiu em seu nível máximo, mas não causou grandes desastres! É a marcação que nosso guia nos mostrou durante o tour (foto acima).

Rue des Tonneliers

A região da Alsácia é a maior produtora de cerveja da França, devido às cervejarias na região de Estrasburgo! A história desse lugar com as cervejas vem lá da Idade Média e na rua des Tonneliers é possível ver um detalhe ao chão relacionado a cerveja! É um marco que representa por onde passavam os barris para o transporte. Essa rua é levemente inclinada, assim era fácil os barris rolarem até o rio 🙂

A Estrela – símbolo dos cervejeiros! Clique para ver o detalhe

Os cervejeiros têm seu símbolo: a estrela. É uma estrela de seis pontas, composta de dois triângulos sobrepostos, que simboliza os quatro elementos (terra, água, ar, fogo) e as três operações (germinação, cozimento, fabricação de cerveja). Esta estrela decora alguns edifícios e assim você pode ver onde eram as cervejarias antigas.

Pont du Faisan

A ponte que mais me chamou a atenção foi a Pont du Faisan da foto acima! Ela é do século XIV, mas desde 1888 ela é giratória e assim funciona até hoje, com uma modificação em 1999, onde o mecanismo elétrico foi substituído pelo hidráulico! Não deixe de ver a abertura dela no vídeo!

Por que La Petite France? No centro histórico de Estrasburgo tem uma pequena ilha chamada La Petite France, que veio do francês ‘Hospice des Vérolés’ porque ali foi construído no século XV um hospital para curar pessoas que tinham sífilis,que em alemão é Franzosenkrankheit, doença francesa. Como disse o guia, nada de glamour tem esse nome!

Passear pelo Rio Reno de Bicicleta

Passarela sobre o Rio Reno conectando França e Alemanha Rio Reno

A passarela que você vê acima chama-se Passerelle Mimram, mas é conhecida como Passerelle des Deux Rives e foi construída em 2004! Como meu namorado e eu alugamos a bicicleta foi muito legal dar um passeio pelas margem do Rio Reno e atravessar para o lado alemão! Lembrando que o Rio Reno tem 1233 km de comprimento e corta a Europa de norte a sul e deságua no mar do Norte, no delta que compreende os Países Baixos e Bélgica. Ambos as margens tem parque, ambiente perfeito para levar uma cerveja e curtir com os amigos!

Festival de luzes no verão

iluminação da Catedral de Notre Dame

Entre os meses de julho e agosto Estrasburgo fica ainda mais elegante! A cada noite há espetáculos de luzes com efeitos sonoros e musicais ao ar livre! A iluminação da Catedral de Notre Dame (foto acima) é imperdível pois ela fica ainda mais grandiosa! Se você estiver em Estrasburgo esses meses já sabe o que fazer ao anoitecer 🙂

Onde comer em Estrasburgo

Restaurante Au Brasseur

Além de não pagar hospedagem, outra vantagem de ter amigos pelo Brasil e pelo mundo é que eles sabem os melhores lugares para ir e comer! Esse restaurante foi indicação do meu amigo e é delicioso! Além de servir um prato típico da região que é o flammkuche, o Au Brasseur tem produção de cerveja própria! O preço de cada cerveja eu não lembro, mas cada flammkuche varia de €5,00 a €8,50 dependendo o sabor!

O flammkuche é uma fina massa feita de farinha e água servida com diferentes guarnições! Lembra uma pizza, porém a massa é bem crocante.
Cerveja de fabricação própria Flammkuche

Obs.: no mapa eu também deixei a indicação de um bar que se chama Le Grincheux, eu não tenho nenhuma foto, mas ele é perfeito para um Happy Hour!

Se você tem alguma dúvida ou sugestão dessa cidade por favor deixe nos comentários! Qualquer outra dica é muito bem-vinda! Marque #depira na suas fotos do Instagram para que eu possa vê-las 🙂

Eu vejo você na próxima aventura!
Natalia

2 responses to “Estrasburgo”

  1. Adorei o post e fiquei com muita vontade de conhecer essa cidade!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.