Colmar

Colmar, a charmosa cidade da Alsácia na França

Informações gerais da viagem

Bem-vindo a Colmar! Viagem feita no dia 04/08/2017.

Eu conheci Colmar logo após minha passagem em Luxemburgo! Como eu disse naquele post, o objetivo dessa viagem era visitar um amigo que mora em Estrasburgo, na França. Eu cheguei em Estrasburgo na noite do dia 03/08/2017 e segui a sugestão do meu amigo para conhecer Colmar no dia seguinte. E eu convido você a vir nessa aventura comigo! A passagem de trem (SNCF) de ida e volta de Estrasburgo até Colmar foi de € 25,20 por pessoa.

País: França; Meio de transporte: trem; Moeda local: euro; Idioma: francês; Hospedagem: não houve
Todos os pontos visitados nessa viagem você pode ver no mapa acima! É possível com o símbolo à esquerda do mapa ver com detalhes os pontos que eu visitei. Fique atento a dica do banheiro grátis!
No final do post também tem um vídeo para você ter uma melhor visualização da atmosfera de Colmar 🙂

História de Colmar

Colmar é a terceira maior cidade da região da Alsácia na França, a primeira é Estrasburgo e a segunda, Mulhouse. Ela é também uma das cidades mais importantes da Rota do Vinho e encanta por seu centro histórico com influência da arquitetura alemã. Outro local da cidade que é muito fofo é a “La petite Venise” (pequena Veneza) com canais rodando as casas e os barquinhos passando.

Esse charmoso vilarejo foi uma grande disputa entre alemães e franceses. O nome “Kolmar” é do século IX quando a cidade fazia parte da Alemanha. Em 1632, durante a Guerra dos Trinta Anos (sequência de conflitos que duraram entre 1618-1648 entre as nações europeias por disputas de poder, religião, território e comércio) foi a vez dos suecos tomarem a cidade por dois anos, mas Luís XIV logo a conquistou para a França.

Em 1871 a França assinou o Tratado de Frankfurt e cedeu a cidade para Alemanha. Essa foi uma das consequências da Guerra Franco-Prussiana (1870-1871), no conflito armado entre o Império Francês e os estados germânicos liderados pela Prússia. Infelizmente muito do patrimônio histórico da região foi destruído durante essa guerra.

A França conseguiu retomar Colmar depois que os Aliados ganharam a Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Porém, durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), os nazistas ocuparam a cidade, mas legalmente ela ainda era francesa. Em 2 de fevereiro de 1945, Colmar foi a última cidade da Alsácia a ser libertada das tropas alemãs.

O que fazer um dia em Colmar

Fofura de centro histórico

Andar pelo centro histórico

Como você pode ver na foto acima, o centro histórico de Colmar é uma fofura! Ele inspirou a vila que aparece no filme da Bela e a Fera da Disney 🙂

Ao chegar no centro eu fui para o Ponto de Informação Turística e pequei um mapa para ver tudo que eu poderia ver por ali!

Dois edifícios chamam a atenção de todos os turistas, o primeiro é o Maison dês Tetes de 1609 com cabeças humanas esculpidas em sua fachada. Ele é um patrimônio histórico e hoje abriga um Hotel e Restaurante. O segundo edifício é o Maison Pfister, outro patrimônio histórico da cidade construído em 1537 por Ludwig Scherer. Como você vê na foto abaixo ele é muito fácil de ser notado!

Maison dês Tetes e detalhas das cabeças na fachada (clique na foto à direita)
Maison Pfister (clique na foto à direita para ver os detalhes)

Museu Bartholdi

Assim que eu sai da estação de trem em Colmar e comecei a caminhar pelo centro notei uns sinais no chão (ver foto abaixo) e não sabia o que era aquilo! Pesquisei rapidinho na internet e descobri que aqueles sinais te levavam para o Museu Bartholdi! Achei fofo demais!

O Museu Bartholdi é de 1922 e está  localizado onde nasceu o escultor Auguste Bartholdi (Colmar 1834 – Paris 1904). Esse museu é inteiramente para exibir o trabalho do artista e no segundo andar você pode ver os modelos, desenhos, pinturas, fotografias e gravuras da Estátua da Liberdade, monumento de Bartholdi que foi um presente do podo francês para os Estados Unidos. A entrada para adultos €6,00 e para crianças é de graça.

Entrada Museu Bartholdi
Eu não visitei o Museu Bartholdi, mas quis mencioná-lo porque achei uma delicadeza e fofura esses sinais pelas cidade! Há outros museus em Colmar e Igrejas para visitar. Eu aconselho que você olhe a página oficial que eu deixei no começo do tópico “O que fazer um dia em Colmar” e escolha as atrações que você gosta!

Se você tem alguma dúvida ou sugestão dessa cidade por favor deixe nos comentários! Qualquer outra dica é muito bem-vinda! Marque #depira na suas fotos do Instagram para que eu possa vê-las 🙂

Eu vejo você na próxima aventura!
Natalia

Não esqueça de fazer sua inscrição no canal do Youtube para ver as novas aventuras!

4 responses to “Colmar”

  1. Cidade mais linda e delicada!
    Amei conhecer!

  2. Vitoria Aquino says:

    aaaah tb quero iiir. adorei.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *